Birthday.

Puxa, já faz um ano. Um ano que criei o blog,  e em um ano tanta coisa aconteceu… Cumpri minha meta (manter o blog por pelo menos um ano),e ele tem ido muito além das minhas expectativas, todas as minhas tentativas de blogueira sempre acabaram frustradas, mas quem diria, dessa vez deu certo! Foram 149 posts (150 com este), 332 comentários. Em um ano o número de visitas mensais foi de 14 (no primeiro mês) para 2.100 (nesse mês). Em maio foram mais de 4.500 visitas, numa média de 100 a 200 visitas por dia, totalizando mais ou menos 42.820 visitas! Para ser bem sincera eu nunca imaginei tudo isso (acredite, pra mim é muito)

Há alguns meses comecei uma enquete para ter uma noção de quem lê o blog, obrigada a todos que deram um clique aqui no canto! No final, chegamos a isso:

Estou feliz pelo crescimento do blog que começou num tedioso fim de tarde, com um post nada a ver, mas acabou tomando um rumo na vida e aqui estou eu, apesar da ausência (e eu devo mil desculpas por isso), continuo levando o blog. A verdade é que escrever aqui mudou muito minha forma de ver as coisas, me tornei mais crítica, mais leitora, mais política, mais social, mais analítica.

É muito bom saber, que há quem se dê ao trabalho de vir aqui para ler meus posts, a receber notícias do blog, a deixar seus comentários, enfim, o primeiro pedaço do bolo (que eu não fiz haha) é de vocês! Obrigada de coração a cada um. Continuem me visitando quando der, conversando quando sentirem vontade e deixando suas críticas sempre que possível!

Um beijo enorme😉

Life in a Day.

Hoje em dia, graças à internet, diariamente, temos acesso a mais informações que os jornais podem nos oferecer, e  graças a sites como o youtube (ainda estou tentando descobrir como era a vida antes dele, e o mais incrível é que ele tem apenas cinco anos de vida!), temos acessos a todo tipo de vídeos, todo tipo MESMO!

Postar vídeos no youtube já é quase rotina, mas imaginou seu dia a dia sendo parte de um documentário?

“A vida em um dia” é uma experiência global histórica para criar o primeiro longa-metragem do mundo gerado por usuários: um documentário, filmado em um único dia, por você. Em 24 de julho, você terá 24 horas para documentar um trecho da sua vida com uma câmera. As filmagens mais interessantes e originais serão editadas em um documentário experimental, produzido por Ridley Scott e dirigido por Kevin Macdonald.

Esse projeto é parte das comemorações de aniversário do site, que desde que foi criado (em 2005), coleciona histórias e mais histórias, muita gente se deu mal, muita gente se deu bem, uns ficaram famosos (veja a Geyse Arruda ;)), outros nem tanto, enfim, haja história…

O site criou uma página intitulada “minha história com o youtube” onde pessoas comuns (ou não) contam suas experiências com o youtube, é bem legal. Quando tiver um tempo sobrando dá uma clique lá😉 #fiveyear

Enquanto isso, do lado de cá…

Vinte anos se passaram desde o fim do Apartheid, a música tema da Copa do Mundo de 2010 diz que “essa é a vez da África”, tomara que seja mesmo, é uma oportunidade unica, da África mostrar-se ao mundo, mostrar que é mais do que um continente pobre, mostrar sua rica cultura, suas crenças, seu povo, suas canções, sua alegria. Durante estes dias em que os olhos do mundo estão voltados para o berço da civilização, pensei, porque não conhecer alguns aspectos da cultura sul africana?! A África do Sul tem uma das histórias mais incríveis (não muito citada em nossos livros de História) que conheço, em outro post comento à respeito.

Provavelmente, a maioria viu o clipe da música oficial da Copa, se não viu, clique AQUI. O clipe transmite uma mensagem de união de raças e povos, muito comuns à Copa do Mundo, claro que sendo na África do Sul, o significado parece muito mais FORTE. A canção, gravada pela Shakira, conta com a participação especila de um grupo sul africano chamado Freshlyground, é sobre eles que quero falar, sinceramente, eu tinha uma ideia totalmente diferente do estilo musical deles, foi um pré-conceito meu, descobrí-los foi um grande achado musical, a maioria ao pensar em música africana associa ao olodum (naturalmente), mas o que eu quero mostrar é que a África é um continente muito além dos estereótipos criados por nós, há tradição, mas também há modernidade, a imagem que se tem da África é semelhante a que os europeus  e norte-americanos têm do Brasil: Carnaval, futebol, e uma ideia primitiva da época do descobrimento!

Infelizmente para muitos a África ainda é sinônimo de safári, uma Copa não vai mudar isso,mas quem sabe esse não seja o pontapé inicial?!😉

#DoePalavras

Um movimento para levar mensagens de força aos pacientes com câncer do Hospital Mário Penna. Envie sua mensagem pelo site doepalavras.com.br ou pelo seu Twitter, acrescentando a hashtag#doepalavras. Ela será exibida nas TVs do hospital para os nossos pacientes.


Muitas vezes o que nossos pacientes mais precisam é escutar as palavras certas: mensagens positivas de amor, esperança e força têm o poder de transformar a meneira como eles enfrentam o câncer.

Trabalhamos isso todos os dias. Mas como o Brasil inteiro do nosso lado vamos ficar mais fortes. Esse é o objetivo dessse projeto: usar a inteligência coletiva para gerar um grande fluxo de mensagens do bem e levar toda essa força para dentro do Hospital Mário Penna

Funciona assim: Você manda sua mensagem através do site doepalavras.com.br ou pelo seu twitter usando a hashtag #doepalavras. Depois de passar por um filtro, ela é exibida em TV’s dentro do hospital, em locais onde os pacientes mais precisam de força, como a sala de quimioterapia.

Mensagens compiladas nesse projeto vão se transformar em um livro, que será doado para diversos hospitais.

Contamos com você. Muitas vezes o que um paciente mais precisa é acreditar na cura.