Birthday.

Puxa, já faz um ano. Um ano que criei o blog,  e em um ano tanta coisa aconteceu… Cumpri minha meta (manter o blog por pelo menos um ano),e ele tem ido muito além das minhas expectativas, todas as minhas tentativas de blogueira sempre acabaram frustradas, mas quem diria, dessa vez deu certo! Foram 149 posts (150 com este), 332 comentários. Em um ano o número de visitas mensais foi de 14 (no primeiro mês) para 2.100 (nesse mês). Em maio foram mais de 4.500 visitas, numa média de 100 a 200 visitas por dia, totalizando mais ou menos 42.820 visitas! Para ser bem sincera eu nunca imaginei tudo isso (acredite, pra mim é muito)

Há alguns meses comecei uma enquete para ter uma noção de quem lê o blog, obrigada a todos que deram um clique aqui no canto! No final, chegamos a isso:

Estou feliz pelo crescimento do blog que começou num tedioso fim de tarde, com um post nada a ver, mas acabou tomando um rumo na vida e aqui estou eu, apesar da ausência (e eu devo mil desculpas por isso), continuo levando o blog. A verdade é que escrever aqui mudou muito minha forma de ver as coisas, me tornei mais crítica, mais leitora, mais política, mais social, mais analítica.

É muito bom saber, que há quem se dê ao trabalho de vir aqui para ler meus posts, a receber notícias do blog, a deixar seus comentários, enfim, o primeiro pedaço do bolo (que eu não fiz haha) é de vocês! Obrigada de coração a cada um. Continuem me visitando quando der, conversando quando sentirem vontade e deixando suas críticas sempre que possível!

Um beijo enorme 😉

ausência.

Ando meio sumida do blog, falta de inspiração, não sei, começo a escrever e de repente paro. Ideias não faltam só não tenho conseguido expressá-las muito bem, estranho né. É como encontrar uma pessoa muito querida e não ter o que dizer, a vontade é tanta, porém as palavras são poucas, mas enfim, cá estou, hiper feliz porque em julho o blog faz um ano e todos os dias ele cresce um pouquinho, isso é muito gratificante! Prometo terminar os posts que comecei a escrever e se possível, postar ainda esta semana!

Apaixone-se…

Apaixone-se definitivamente pelo seu sonho. O sonho de ninguém deve ser mais apaixonante que o seu.

Apaixone-se pelas besteiras saudáveis que passam por sua mente entre um e outro momento de estresse, elas ajudam a sobreviver.

Apaixone-se primeiro por alguém. Não espere alguém se apaixonar antes por você, só por garantia e segurança.

Fênix Faustine

Não consigo!

Semana passada, fizemos uma dinâmica interessante na aula. Cada um tinha escrever numa folha de papel tudo o que não consegue fazer. Cada um levou cerca de 30 minutos para escrever, e a lista era interminável! Não consigo, não consigo e não consigo, depois que cada um terminou de escrever, assistimos a este vídeo:

Depois de assistí-lo, fomos instruídos amassar o papel onde havíamos escrito a lista de “não consigo” e a jogá-lo no lixo, a seguir colamos,logo a cima do lixo, uma folha com os seguintes dizeres: Aqui jaz NÃO CONSIGO!Foi um pequeno e simbólico gesto, mas a mudança que operou em mim foi grande.

O vídeo é realmente muito emocionante, de repente, me senti tão mesquinha egoísta. A maioria das pessoas ( e eu me incluo nisso), passa toda uma vida, chorando suas desgraças: reclamam da falta de dinheiro, da falta de oportunidade, reclamam do governo, dos hospitais, do vizinhos, reclamam dos filhos, dos maridos e a vida vai passando. Quando se dão conta estão velhas e debilitadas, e não há mais tempo para aproveitar, e então elas começam a lamentar-se. Lamentam-se porque o tempo passou, porque não aproveitaram a vida, porque os jovens não sabem aproveitar e a vida segue… até a MORTE. Puxa, este homem tinha tudo para ser um pobre coitado, dependente dos outros, infeliz e amargurado. Ele poderia achar que nunca seria amado por alguém, que nunca seria aceito. Quando vi sua imagem fiquei com dó, mas depois pensei, ele é quem devia sentir pena de mim, pois tenho braços e pernas, e ainda sim não dou o valor que ele dá à vida. Vivo dizendo: “não consigo tocar violão”, mesmo tendo duas mãos para isso. Ele não precisou de duas mãos para tocar. E o que mais me admira é sua gratidão a Deus, eu sou um milagre e constantemente esqueço-me de agradecer a Deus por isso.

Todos somos capazes, a vida em sim é um desafio. Imagine que entre milhões de espermatozóides você foi o único que fecundou. Puxa, se conseguimos isso, o que é não conseguiremos fazer?

Eu já enterrei meu”não consigo”, meu desafio é que você enterre o seu também! 😉

Belezas Adormecidas.

Essa semana ao abrir o msn me deparei com uma surpresa beem cutie cutie, ou melhor dizer fofinha? Gostosinha?! Fofucha?! Bem, não sei qual é a melhor definição, mas tive que parar tudo para ficar uns cinco minutos babando em cima do teclado por causa dessas coisinhas.

As fotos dos bebês fazem parte do livro “Sleeping Beauties: Newborns in Dreamland” (“Belezas adormecidas: Recém-Nascidos na Terra dos Sonhos”), todos os bebês têm de 5 a 10 dias de vida (!)

O precinho da sessão é um tanto salgado, as irmãs cobram US$ 1,7 mil para fazer um pacote de fotos de um recém-nascido em seu estúdio, mas olhando essas fofurinhas dormindo, fala sério se não vale à pena?!

Fonte: br.msn

william fitzsimmons

Não gosto de criar rótulos e nem me “prender” a estilos específicos, acho que a música vai muito além disso, apesar de ainda ter um certo pré-conceito com alguns estilos, no fim das contas posso me enquadrar no grupo dos ecléticos.

Nem eu sabia que gostava de folk music, até notar que a maioria das músicas das quais realmente gosto seguem essa linha. E meu último achado musical veio a confirmar isto. Enquanto visitava um blog, uma música doce me atraiu, uma voz tão suave, uma melodia tão linda… Foi aí que descobri o músico William Fitzsimmons, não achei nenhum artigo dele em português (infelizmente), só em inglês, no wikipedia. Filho de pais cegos, e com uma sensibilidade musical incrível, ele toca múltiplos instrumentos e faz uma mixagem de folk e música eletrônica.

_____

Uma das canções que mais gostei é Passion Play

Uma boa dica para quem gosta do estilo, e para quem não gosta, não custa nada conhecer novos, não é mesmo?! 😉

Diário de Photos.

Noah K. é um fotógrafo de 27 anos que ama a todos (teoricamente). Em 2000 ele começou um projeto muito legal chamado “EveryDay”, de lá para cá ele já se fotografou mais 3.250 vezes, o que há de genial nisso?! As fotos, geralmente tiradas em seu apartamento tem como objetivo mostrar as sutilezas do envelhecimento humano, parece bobo, mas observar o envelhecimento de uma pessoa pode ser bem interessante.

O primeiro vídeo do projeto, foi criado em 2006, a ideia dele é criar um vídeo a cada 5 anos, ou seja, ano que vem teremos mais uma amostra dessa:

Para vocês terem uma ideia da transformação, as fotos abaixo foram tiradas em 2006:

Essas daqui são dos últimos 6 meses:

O site do projeto Everyday é muito interessante, fiquei perdida entre as milhares de foto, lá você encontra várias informações sobre projeto, como começou, o por que e várias curiosidades. Ele também tem um blog – cheio de fotos bacanas, que vale a pena.

Apesar de ser um projeto bastante trabalhoso é interessante e qualquer um (com disposição e determinação) é capaz de fazer, deve ser o máximo observar esse processo, estou até pensando em fazer 😉

Mas por incrível que pareça, ele não é o único nem o primeiro a ter essa ideia genial. Quando criou o projeto, achou que fosse algo revolucionário, mas logo descobriu que um outro cara chamado Jonathan Keller, ele começou o projeto em 1998! Incrível, não?! O site dele é muito legal, cheio de projetos , vale uma visita 😉